Elos Clube de Tavira

Abril 14 2010

Estados Unidos: Ungulani fala sobre literatura dos PALOP

 

Maputo, Segunda-Feira, 5 de Abril de 2010

 

 

O conceituado escritor Ungulani Ba Ka Khosa – pseudónimo literário para Francisco Esaú Cossa – parte hoje para os Estados Unidos da América, onde vai participar em palestras e seminários sobre as literaturas africanas de expressão portuguesa.

 

Nos Estados Unidos, Ungulani estará na companhia de outros escritores de países africanos de expressão portuguesa, nomeadamente Ondjaki e Pepetela, de Angola, e Germano de Almeida, de Cabo Verde.

 

As jornadas literárias vão ter lugar nas Universidades norte-americanas de Brown, em Providence, Rhode Island, Universidade de Rugters, em Newark, Nova Jersey, e na Universidade de Georgetown, em Washington, num evento que arranca amanhã e vai decorrer até o próximo dia 15 do mês em curso. A viagem de Ungulani Ba Ka Khosa tem o patrocínio da Electricidade de Moçambique (EDM).

 

Ungulani disse que vai estar presente em encontros nos quais irá debruçar-se sobre as literaturas africanas de expressão portuguesa, com particular enfoque para a produção moçambicana actual.

 

“Será um discorrer sobre a produção literária de cada um dos países donde são provenientes os convidados. Eu falarei do panorama literário moçambicano”, disse Ungulani, dissertando sobre o actual estágio da literatura nacional e do aparecimento de editoras que permitem que mais escritores tenham expressão, frisando a abertura do exterior face às literaturas africanas de língua portuguesa.

 

Dos escritores com os quais vai estar, Ungulani já privou com Ondjaki num encontro que teve lugar em Moçambique. Quanto aos outros dois esta será a primeira vez, não obstante conhecer as suas obras.

 

Portanto, esta é, segundo ele, uma oportunidade para a troca de experiências e para estabelecer uma discussão em torno do que se faz em cada um dos países africanos de expressão portuguesa.

 

Ungulani Ba Ka Khosa (Francisco Esaú Cossa) nasceu a 1 de Agosto de 1957, em Inhaminga, província de Sofala. Tirou Bacharelato em História e Geografia na Faculdade de Educação da Universidade Eduardo Mondlane, exercendo a função de professor.

 

Iniciou a sua carreira de escritor com a publicação de alguns contos e participou na fundação da revista Charrua na Associação de Escritores Moçambicanos, de que é membro.

 

Publicou as obras Ualalapi (1987), Orgia dos Loucos (1990), Histórias de Amor e Espanto (1999), No Reino dos Abutres (2002), Os Sobreviventes da Noite (2007) e Choriro (2009).

 

Ualalapi foi distinguida em 1990 com o Grande Prémio da Ficção Narrativa; em 1994 com o Prémio Nacional de Ficção e em 2002 foi considerada como um dos melhores livros africanos do Século XX. Em 2007 venceu o Grande Prémio de Literatura José Craveirinha, com a obra “Os Sobreviventes da Noite”.

 

 

http://macua.blogs.com/moambique_para_todos/

 

Para saber mais sobre Ungulani, veja p. ex. em http://pt.wikipedia.org/wiki/Ungulani_Ba_Ka_Khosa

 

publicado por Henrique Salles da Fonseca às 10:24

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO