Elos Clube de Tavira

Outubro 12 2010

 João Braz

 

Eu Poeta me Confesso...

 

Porque vim no Algarve à luz do dia,

Menino me criei perto do mar

E, com ele, aprendi a rebeldia

Das ondas altaneiras a lutar...

 

Não sei se nas artérias eu teria

Sangue de avós heróicos a pulsar,

Ou se era de Poetas que trazia

Uma herança de sonho em meu olhar...

 

O certo é que intentei, louco e audaz,

A conquista da vida (era rapaz,

Tinha por mim a esp’rança...), e na memória

 

Vejo-me ainda, coração ao alto

Como um pendão real, ir ao assalto

Com a plena certeza da vitória!

 

__________________

 

João Braz Machado (N. - S. Braz de Alportel, 13.03.1012; F. – Portimão, 22.06.1993), jornalista, poeta e dramaturgo, desde muito cedo mostrou inclinação para as letras, com um primeiro prémio aos 13 anos num concurso de poesia. Apesar disso e depois do curso de contabilista obtido na Escola Comercial de Silves, a sua vida profissional ficou ligado aos números. Radicou-se em Portimão, onde, paralelamente, desenvolveu profícua actividade cultural.

 

Quanto ao jornalismo, foi Director de “A Rajada”, de Silves, colaborou em diversos órgãos da imprensa do Algarve e fundou a revista cultural “Vibração”.

 

Para teatro escreveu Casar por Anúncio, Sendo Assim Está Certo, Fitas Faladas, Isto Só Visto, Feira de Agosto, Autos de El-Rei Xéxé, Serração da Velha e Máscaras, obras representadas em Portimão, mas que nunca foram editadas. A peça “Casar por anúncio” recebeu, a nível nacional, o Prémio Diário de Lisboa.

 

Na poesia, cujos principais títulos foram "Aguarelas Algarvias" e "Esta Riqueza Que o Senhor Me Deu", foi concorrente habitual a nível nacional e internacional, distinguido com o título de “Príncipe dos Poetas Portugueses” nos Jogos Florais Nacionais (1951) e eleito membro da Associação Internacional de Poetas de Cambridge (1977). Em 1992 foi homenageado pela Câmara Municipal de Portimão, e o seu nome figura na toponímia local, onde, desde 2005, existe uma estátua sua, em bronze, na zona ribeirinha da cidade.

 

 Luís Horta

Presidente da Mesa da Assembleia Geral do

Elos Clube de Tavira

publicado por Henrique Salles da Fonseca às 15:55

mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






pesquisar
 
blogs SAPO