Elos Clube de Tavira

Fevereiro 17 2010

 

 
 
Não é bom que a memória seja curta. E há que fazer jus a quem o merecer.
 
Assim sendo, e porque prometi trazer a este espaço algumas notas sobre como nasceu, foi constituído e prosseguiu em força e actividades que desde logo programou, nada melhor do que começar pelo princípio, passe a redundância.
 
Em fins de 1984, cerca de vinte e cinco tavirenses receberam uma carta pequena e concreta, convidando para uma reunião, em Santa Luzia (Tavira), na casa de um amigo comum, o João Laranjo, proprietário de um restaurante naquela localidade. Assinava a missiva o Dr. Jorge Augusto Correia, antigo Presidente de Câmara Municipal, ex-deputado, médico e homem de cultura, muito respeitado no meio tavirense.
 
Nessa reunião inicial foi explicado ao que íamos. Os esclarecimentos ligados à natureza do Movimento Elista estiveram a cargo de duas personalidades – o Dr. António Pedro Cabrita, advogado, nessa altura dirigente do Elos Internacional, e Avelino Viegas, um tavirense que se dispusera a coordenar no terreno, as acções tendentes à criação do Futuro Elos Clube.
 
A maior parte dos participantes da reunião de Santa Luzia disse SIM!
 
A partir dessa altura, e após uma segunda reunião informal, passou-se do abstracto para o concreto. Entretanto, foram os seguintes elistas de Tavira que constituíram os primeiros corpos directivos do novo clube, acabado de se legalizar:
Direcção – Presidente – Jorge A. Correia; Vice-Presidente – José Luís Dias Pinto; Secretário – Luís M. de Melo e Horta; Tesoureiro – Joaquim P. Pires Faleiro; Director Social – Avelino de Jesus Viegas; Director do Protocolo – Vasco Vieira da Mota.
Os primeiros Presidentes da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal foram, respectivamente, o Dr. José Correia e Manuel Romana Martins.
 
Após a escritura pública, a criação do Elos Clube de Tavira enquanto membro do Movimento teve o seu epílogo com a entrega da Carta Constitutiva, a 23 de Março de 1985, a altos dirigentes do Elos Internacional da Comunidade Lusíada. Dessa cerimónia falaremos no próximo “Recordando”.
 
 Luís M. Melo e Horta
Presidente da Mesa da Assembleia Geral
publicado por Henrique Salles da Fonseca às 09:40
Tags:

Mais uma vez venho parabenizar o Elos Clube de Tavira por essa iniciativa de perpetuar a sua História através de registros neste Blog.
Torna-se mais publicizada a sua existência e poderá, ainda, ganhar mais adeptos à causa Elista. Assim se amplia, de forma contextualizada, os elos da corrente com outras instituições que poderão vir a ser parceiras em projetos. A vida se perfaz pelo cotidiano e por quantas pessoas se consegue alcançar para vir a fazer parte do sonho que se acalenta.
Desta feita, o Elos Clube de Tavira está na rota certa. Tem bússula, Presidente vanguardista e companheiros que estão sempre com as mangas arregaçadas quando se trata de envolvimento sócio-cultural-educacional.
Lembro que " Há pessoas que transformam o sol em uma pequena mancha amarela, porém há também as que fazem de uma simples mancha amarela o próprio sol." (Picasso)
Saudações elistas.
CE Maria Inês Botelho-PRESINT
Maria Inês Botelho a 17 de Fevereiro de 2010 às 10:20

Muito Prezada Presidenta Interncaional Companheira Maria Inês Botelho,

tudo faremos para estar à altura das suas orientações.

Cordiais saudações elistas,

Henrique Salles da Fonseca

Prezado CE Salles Fonseca e demais membros do Elos Clube de Tavira-Portugal:

Entendo que estão apenas a iniciar-se nos trabalhos desta Gestão, mas já é possível sentir a vontade, a ousadia, a esperança, a fé e o conhecimento balizando as suas ações.
O Elos Internacional precisa de clubes que trabalham demonstrando desejo em se fortalecer e expandir. E sabe, esta Diretoria Internacional, que pode contar com os especiais companheiros.
Saudações elistas.
CE Maria Inês Botelho-PRESINT
Maria Inês Botelho a 17 de Fevereiro de 2010 às 17:05

mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





pesquisar
 
blogs SAPO