Elos Clube de Tavira

Maio 16 2010

 

http://2.bp.blogspot.com/_yueZJSQQaXE/S-E5K1Z3ztI/AAAAAAAAAHg/AN7Eb4GWlVY/s1600/flYier2010.jpg

 

 

 

Porto – Encontro de contadores de histórias tradicionais 

 

 O Teatro do Bolhão recebeu a 14 e 15 de Maio, a segunda edição do Contemfesta, um evento que pretende reunir contadores de histórias tradicionais a fim de perpetuar «essa palavra imemorial que chega até nós de diversas formas».

 

«Pretende-se reunir contadores de histórias tradicionais que de alguma forma venham fazer a celebração da palavra não escrita, dessa palavra imemorial que chega até nós de diversas formas, como por exemplo através da literatura de cordel», disse Gabriela Poças, co-produtora do evento.

 

São histórias que «se vão contando de geração em geração e se perpetuam e que pretendemos também nós perpetuar através de novos contadores (felizmente existem muitos actores que se dedicaram exclusivamente à prática do conto) mas também dos velhos contadores», acrescentou.

 

O Contemfesta é uma co-produção entre a ACE/Teatro do Bolhão, a Memória Imaterial cooperativa cultural CRL e o IELT – Instituto de Estudos de Literatura Tradicional da Universidade Nova de Lisboa.

 

Teve, em 2009, segundo Gabriela Poças, uma primeira edição «excelente».

 

Aproveitando a passagem de Bento XVI pelo Porto no primeiro dia do certame, Gabriela Poças apelou a que peregrinos e curiosos que se deslocassem então à cidade viessem «ouvir histórias, depois da visita do Papa».

 

Para além de contos a lembrar o que se perdeu «um bocadinho nos tempos», o evento teve exposições, comida tradicional, música, teatro, com a organização a «tentar animar o mais possível a festa, envolvendo num ambiente de raiz tradicional que não seja na música ou literatura».

 

De entre os contadores, destaque para Thomas Bakk – «de grande tradição, com um repertório próprio» e que «procurou conservar muitas das coisas que foi ouvindo».

 

Sendo o Teatro do Bolhão «também uma escola», os seus alunos também participaram no evento, fazendo «leituras encenadas da comédia de teatro mais antiga conhecida, a famosa comédia dos Sete Infantes de Lara», referiu Gabriela Poças.

 

O Contemfesta teve início Sexta-feira, dia 14, pelas 18h30, com exposições/instalações e a mostra de um livro de cordel. Seguiu-se o jantar com música tradicional e a apresentação do ‘Romanceiro da Tradição Oral’, ‘Artes de Cura e Espanta Males’ e ‘Ti Misérias e os Contos Populares’.

 

Pelas 22h00 foi tempo da apresentação do vídeo-livro e exposição ‘Não me cortes o cabelo’ seguido de ‘Noite de Contos’ pelas 23h00.

 

A abertura da festa no Sábado, 15 de Maio, foi marcada para 14h30 com música popular e mostra do livro de cordel, ao que se seguiu uma leitura encenada e vários contos até às 23h00.

 

In http://www.cafeportugal.net/pages/noticias_artigo.aspx?id=2070

 

publicado por Henrique Salles da Fonseca às 12:54
Tags:

Prezado CE Salles Fonseca, Presidente do Elos Clube de Tavira:

Matéria de excelente enfoque, pois o "Contar histórias" nos remete, muitas vezes, aos sonhos, às fantasias, à criatividade, pois que tem diversas vertentes...
Parabéns pela divulgação!
Fiquei feliz ao perceber que o "Contar histórias" tem seguidores e que tem a probabilidade da necessária continuação.
Haja muitos mais momentos do contar histórias a todos nós, a fim de favorecer a permanência do encantamento e o enriquecimento a linguagem oral.
Saudações elistas
CE Maria Inês Botelho-PRESINT
Maria Inês Botelho a 17 de Maio de 2010 às 01:26

mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





pesquisar
 
blogs SAPO